A abordagem de rede multidomínio proporciona agilidade para a empresa e os negócios

No mundo todo, as circunstâncias atuais estão impondo grandes desafios para a continuidade das operações empresariais. Desde com a interrupção das cadeias de distribuição até com o amplo movimento de trabalhadores realizando suas tarefas remotamente, o novo cenário vem colocando à prova a agilidade e flexibilidade das empresas para se ajustarem a um ambiente extremamente dinâmico.

Embora estejamos apenas começando a conviver com essa nova realidade, sabemos que a infraestrutura de TI é um grande facilitador para que as empresas possam adaptar seus modelos de negócios e operacionais, e superar algumas das dificuldades impostas pelo “distanciamento físico”. Para as que redes empresariais tenham agilidade e flexibilidade, é essencial adotar uma arquitetura de rede baseada em intenção que enfoque uma abordagem multidomínio.

Vários domínios integrados automaticamente

Um dos principais desafios é como garantir uma experiência consistente bem como segura ao interagir com as aplicações. Só para ilustrar, vamos imaginar o caso de um funcionário que esteja em uma filial da empresa e que, para executar suas tarefas, necessite ter acesso a aplicações SSaas na nuvem (como Office 365, Salesforce, Dropbox) ou a sistemas no data center da empresa (como RH, sistema de CRM) diretamente em seu laptop. Nesse caso, a comunicação entre o funcionário e as aplicações passa por vários domínios: desde a LAN do campus (com e sem fio), até a WAN, a LAN corporativa, o data center e a nuvem. E se adicionarmos a isso um caso de uso bastante comum atualmente, que é o do trabalhador remoto, ainda podemos incluir nesse ciclo a VPN e rede doméstica.

Normalmente, cada um desses domínios possui seus próprios requisitos, ou seja, o próprio controlador com seu respectivo conjunto de políticas e ferramentas de administração. Todos esses recursos exclusivos de cada domínio são necessários, porque cada um deles foi projetado para servir a uma função específica. Por exemplo, uma LAN de campus precisa conectar vários dispositivos, oferecendo alta mobilidade e diferentes mecanismos de identidade. Por outro lado, a LAN do data center tem que oferecer bastante largura de banda e controle de ponta a ponta, integrando máquinas virtuais e contêineres.

Silos nos domínios

Isso pode gerar silos nos domínios, ou as equipes de TI podem ter que usar muito mais recursos para traduzir, mas também compartilhar as políticas entre os domínios. No nosso relatório sobre as tendências globais de rede para 2020, 27% dos líderes de TI apontaram “o isolamento do design e o foco operacional nos domínios de acesso, WAN, data center, nuvem e segurança” como um obstáculo para adoção de tecnologias avançadas de rede.

Nesse sentido, na Cisco, acreditamos que a melhor estratégia para ter uma experiência de aplicação consistente e segura é a integrar automaticamente os domínios. Dessa maneira, é possível preservar as características únicas de cada um deles para que funcionam de forma independente, e, ao mesmo tempo, permitir que eles colaborem entre si para benefício de toda a rede. Você pode definir uma política uma única vez, e aplicá-la em diferentes domínios para garantir que os objetivos de negócios sejam alcançados.

3 formas de integrar os domínios de rede

A Cisco está trabalhando para permitir a cooperação entre diferentes domínios de rede. Desse modo, ela compartilha elementos distintos de suas políticas de ponta a ponta e integra os domínios de campus, WAN, data center e nuvem.

rede multidomínio

As principais formas de integrar esses domínios são:

Políticas de segmentação integradas

A segmentação de rede é muito importante, porque reduz o congestionamento, melhora a segurança e ajuda a conter os problemas de rede. As integrações possíveis são as seguintes: 

Integração da LAN de campus e o data center

A solução Cisco SD-Access para rede de campus e a solução Cisco ACI (Application Centric Infrastructure) para LAN de data center compartilham informações de políticas, para mapear os grupos de usuários bem como dispositivos com as informações das aplicações.

Integração da LAN de campus e da WAN

O controlador Cisco SD-Access se conecta ao controlador da Cisco SD-WANpara distribuir informações de dispositivos e grupos de usuários a todas as filiais da empresa.

Políticas de experiência de aplicação integradas

Integrando o Cisco SD-WAN ao Cisco ACI, o SLA das aplicações pode ser definido no data center e propagado automaticamente na WAN. Com isso, é possível garantir a experiência de aplicação em diferentes pontos da empresa e reduzir a necessidade de intervenção manual.

Segurança entre domínios

As aplicações de segurança da Cisco estão integradas em diferentes domínios da rede. Dessa forma, o usuário fica protegido, independentemente de onde estiver acessando a Internet ou as aplicações. Seja no data center, na nuvem híbrida ou em um provedor de SaaS.

Para que as empresas sejam ágeis e flexíveis, é necessário desenvolver infraestruturas de TI que permitam oferecer uma experiencia de aplicação consistente e segura. As redes empresariais estão evoluindo para se alinhar a essas necessidades comerciais. Por isso, é essencial garantir que os diferentes domínios – campus, data center, WAN e nuvem – trabalhem de forma coordenada. Portanto, é importante usar integração automática de políticas e oferecer visibilidade de ponta a ponta. Convido você a saber mais sobre os benefícios que as redes baseadas em intenção podem trazer para a TI das empresas. Isto é, com a integração de vários domínios.


Matéria extraida do site Blog Cisco Brasil
“A abordagem de rede multidomínio proporciona agilidade para a empresa e os negócios”
Data da publicação: 24/09/2018